Santa Inês: agressão ao meio ambiente e ataque à educação

Secretário Sirino Rodrigues (fonte: UOL)

A cada dia ficam mais evidentes as estratégias de propaganda que envolveram a campanha eleitoral de Vianey Bringel para chegar à Prefeitura de Santa Inês. É com muita tristeza que vejo o ex-candidato a prefeito Sirino Rodrigues ocupar o cargo de secretário de Meio Ambiente, pois não fica evidente qual o papel dele à frente da pasta. Não é possível que ele acredite que fazer doação de mudas de plantas na semana do meio ambiente seja fazer gestão ambiental.

Todos lembram que em meio ao período das convenções eleitorais ele se pronunciou publicamente dizendo que abriria mão de sua candidatura a prefeito para apoiar, de forma “voluntária”,  a candidatura de Vianey Bringel. Hoje está claro que o apoio não foi tão desinteressado como ele disse, pois estranhamente ele está secretário de Meio Ambiente. Não podemos afirmar quais as verdadeiras intenções de Sirino Rodrigues, mas uma certeza já temos: se ele não tem capacidade para comandar apenas uma única secretaria, imagine se ele tivesse sido eleito prefeito?

Como secretário de Meio Ambiente, Sirino Rodrigues poderia ter um olhar mais atento para a imensa quantidade de pequenos lixões que se acumulam em nossa cidade, bem como esgotos a céu aberto, poluição (sonora, visual e atmosférica), incontáveis queimadas em áreas urbanas e rurais, agressões a mananciais, riachos e igarapés, mata ciliar, exploração e degradação do homem pelo homem e do homem com a natureza, entre outros que fazem parte do pacote de gestão ambiental.

Se não bastasse a falta de capacidade de gestão ambiental, a Secretaria de Meio Ambiente faz aliança direta com o gabinete da prefeita Vianey Bringel na agressão ambiental e ao ataque à educação no nosso município. Na quarta-feira, às 10h30, o site www.cleoneraraujo.com.br flagrou uma caçamba branca, carregada de lixo, seguir para o antigo lixão atrás do IFMA (Instituto Federal do Maranhão), conforme fotos. Na quinta-feira, às 7h30, uma caçamba (também de cor branca) já estava deixando o local após descarregar mais lixo.

Caçamba chega, dia 04/10/17, às 10h30, carregada de LIXO. Foto: Cleoner Araújo.

foto: Cleoner Araújo

Caçamba saindo do lixão às 7h30 do dia 05/10/17. Foto: Cleoner Araújo

IFMA: principal vítima do lixão urbano de Santa Inês.
Foto: Cleoner Araujo

É comum no IFMA deixar de ter aula por causa da fumaça resultada das queimadas no lixão, assim como o mau cheiro também é responsável por prejuízos nas aulas do Instituto. É um absurdo, em pleno século XXI, uma cidade do porte de Santa Inês permitir um lixão em área urbana, agredindo solo, vegetação, lençol freático, igarapés, população residente e um severo ataque à educação.

…. Quem tem medo se cala, Quem cala consente…. #CleonerAraujo

Um comentário sobre “Santa Inês: agressão ao meio ambiente e ataque à educação

  1. S.S.P.J. disse:

    Excelente matéria. O mesmo curral eleitoral ocorre em P…… Assim como em Santa Inês, quem ocupa pastas de relevante interesse social são ” PS” sem qualquer conhecimento técnico para desenvolver o trabalho. O resultado são ações sem nexo com a verdadeira missão das secretarias e puramente eleitoreiras. É muito desanimador, mas o povo tem o governo que merece!

Deixe uma resposta